Formigueiros
    Animais     Insectos     Formigas     Formigueiros
 
   Cães
   Cães
   Raças de cães
   Cuidados e alimentação

   Gatos
   Os gatos
   Raças de gatos

   Cavalos
   Os cavalos
   Raças de cavalos

   Mamíferos
   Coelhos
   Elefantes
   Esquilos
   Hamsters
   Lobos
   Macacos
   Morcegos
   Ursos

   Mamíferos marinhos
   Baleias
   Focas
   Golfinhos
   Orcas

   Felinos
   Leões
   Leopardos
   Linces
   Tigres

   Répteis
   Crocodilos
   Iguanas
   Serpentes
   Tartarugas

   Mundo marinho
   Peixes
   Tubarões

   Aves
   Águias
   Pássaros
   Pinguins

   Insectos
   Borboletas
   Formigas
   As formigas
   As formigas quando nascem
   Colónias de formigas
   Formigueiros
   Morfologia das formigas

   Animais
   Animais famosos
   Cuidados de animais
   Curiosidades sobre animais

   Imagens
   Desenhos
   Fotos
   Fundos de Ecrã
   Imagens graciosas
   Gifs animados


Formigueiros
17

FormigueirosA forma mais simples de criar o nosso próprio formigueiro é colocando duas placas de material transparente como por exemplo vidro ou acrílico uma em frente da outra, deixando uma separação entre ambas de 1 centímetro. Para unir as placas podemos utilizar bocados de madeira como método de preensão.

Nas paredes laterais faremos um furo para colocar um tubo com diâmetro suficiente para que as formigas possam passar. Também podemos introduzir outro tubo com o fim de dar mais humidade ao formigueiro.

Se queremos controlar a temperatura da colónia, podemos incorporar um pequeno termómetro. O seguinte passo é encher o formigueiro com substrato, terra normalmente pobre em matéria orgânica, pois assim evitaremos os fungos. Serve todo o tipo de terras, mas devemos evitar as que são ricas em húmus e matéria orgânica. Esta terra também deve ser peneirada para eliminar pequenas pedras e depois esterilizada para evitar restos orgânicos.

Uma forma fácil e acessível para esterilizar nós mesmo a terra é aquecendo-a no microondas 2 minutos e passando-a a congelar durante 10 a 15 minutos mais. Estes passos têm de ser repetidos duas vezes para que seja efectivo, assim como humedecer a terra antes de colocá-la no microondas. Uma vez criado o formigueiro, há que conseguir formigas. A formiga principal é a rainha já que é a única que é capaz de arranjar formigas obreiras e mais.

Por isso, para começar a nossa colónia apenas é necessário ter uma formiga rainha e a formiga rainha que escolhemos deve estar fecundada. Para diferenciar se é assim ou não, prestaremos atenção já que esta formiga passado umas poucas horas depois de ser fecundada, lhe cai as asas. Os machos geralmente são mais pequenos do que as fêmeas voadoras. As fêmeas voadoras têm um tórax muito avolumado e um grande gáster ou abdómen.

Com as primeiras chuvas da Primavera ou Outono, é quando saem os exemplares reais com o objecto de emparelhar e criar novas colónias. Quando uma fêmea e um macho de diferentes formigueiros se encontram, começa o chamado voo nupcial, apesar deste nem sempre se dar, até que a fêmea seja fecundada. Assim a fêmea deixa de voar e anda procurando o melhor local para o novo formigueiro.

Enquanto isso, as suas asas caem. A alimentação das formigas é muito variada. As há basicamente granívoras (sementes), insectívoras (insectos), meleiras (secreções açucaradas de larvas de insectos ou fungos) ou omnívoras (que comem de tudo). Como conselho, para começar recomendamos formigas granívoras pois são as mais fáceis de alimentar já que em qualquer loja de animais podes comprar este tipo de sementes.

Dois aspectos importantes para a manutenção da colónia são: manter a humidade e o escuro. Para o primeiro podemos utilizar um algodão húmido, tendo cuidado que não apodreça, e para o segundo, colocar uma cartolina preta na parede.

Imprimir artigo Enviar artigo
Tags:   formigas, formigueiro, insectos
Contacto MundoEntrePatas.com. O teu portal sobre os animais: cães, gatos, esquilos, coelhos, hamsters...
Condições de uso